segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Ambrósio Amorim - Artista Plástico


AMBRÓSIO AMORIM

Nascido em Codó em 1922, Ambrósio Amorim foi contemporâneo de Antônio Almeida e também um dos integrantes da Movelaria Guanabara, importante ponto de encontro de intelectuais da década de 40. Teve seus trabalhos expostos pela primeira vez em 1946; em 1947 participou do 2º Salão Artur Marinho, sendo o segundo colocado na premiação; para aperfeiçoar seus estudos nas artes plásticas, viajou para o Rio de Janeiro onde residiu por vários anos e estudou na Escola Nacional de Belas Artes.
De volta São Luís deu continuidade ao seu trabalho tendo como referência a paisagem urbana da capital e dando destaque a personagens da periferia da cidade. No final da década de 70 passou a integrar o corpo docente do Centro de Artes e Comunicações Visuais do Estado (Cenarte) – atual Centro de Criatividade Odylo Costa Filho – onde lecionou pintura a óleo. Dentre suas criações, destaca-se a logomarca do maranhensíssimo Guaraná Jesus. Morreu em 2003 aos 81 anos.

Fonte: ARTE DO MARANHÃO 1940-1990. Banco do Estado do Maranhão. São Luís, MA, 1994.

4 comentários:

Anônimo disse...

Adorei esta postagem. Eu conhecia Ambrósio Amorim, morava em frente a sua casa, na Rua do Poço, que hoje recebe seu nome, Rua Ambrósio Amorim. Sinto sua falta, foi um ótimo amigo na minha infância, por diversas vezes o vi pintando alguns de seus quadros. Ficava impressionada com a qauntidade de pinceis que ele usava.
Parabéns pela postagem. É bom que outras pessoa conheçam um pouco mais do artistas maranhenses!

ranny disse...

Somos gratas a postaggem sobre o Ambrósio. Particulamente não conheciamos nada a seu respeito. A partir de um trabalho de escola é que nos foi possivel saber da existencia desse grande artista e mais, que ele é maranhense.

Ranny e Marina

Joyce Pestana disse...

Ele era meu Tio Avô Não conhecia as obras dele ainda... Estou muito orgulhosa de ter um artista como ele na família !!1

Bergson Costa dos Santos disse...

Grande pintor e pessoa, tive a honra de tê-lo como mestre...